segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Aumenta o número de transplantes em São Paulo após morte de Eloá

O número de transplantes de órgãos em São Paulo aumentou 34,2% desde a morte da estudante Eloá Pimentel, de 15 anos, assassinada pelo ex-namorado Lindemberg Alves, de 22 anos, em Santo André (ABC). A jovem teve a morte cerebral constatada no dia 19 de outubro e sua família decidiu pela doação de seus órgãos. Segundo a Central de Transplantes do estado de São Paulo, depois do caso Eloá a porcentagem de famílias que concordam com a doação de órgãos de seus parentes mortos subiu para 62% dos casos em outubro deste ano. Em setembro, metade das famílias dizia sim ás doações.

Nenhum comentário: